A Telemedicina no pós pandemia

telemedicina

Durante a pandemia do novo coronavírus houveram mudanças de comportamento que devem permanecer. O trabalho remoto, por exemplo, é uma opção que diversas empresas devem oferecer aos seus colaboradores.

Sendo assim, a área da saúde também mostra suas diferenças nesse período. A telemedicina, apesar de existir há mais tempo, se consolidou durante o isolamento social, aplacando as demandas por exames e consultas médicas.

No entanto, mesmo com a retomada das atividades presenciais, o uso de exames e laudos à distância deve permanecer para oferecer mais comodidade para os pacientes e maior alcance para clínicas e consultórios. Confira neste artigo do Blog Telecárdio como a telemedicina pode ser importante no pós pandemia.

Importância da telemedicina durante o isolamento social

Apesar do Covid-19 ser a doença que mais inspira preocupação e cuidados do público no momento, é fundamental manter-se atento aos demais problemas de saúde. Então consultar o médico regularmente e fazer exames de rotina é necessário para se manter saudável, inclusive para se proteger contra o vírus.

Porém, frequentar hospitais e se aglomerar são atos que causam a disseminação do coronavírus. Então a telemedicina permite que os médicos avaliem os pacientes à distância, mantendo o cuidado com a saúde e evitando o contágio do vírus. Mas além de evitar aglomerações e permitir consulta médica remota, a telemedicina oferece mais conforto aos pacientes. 


Principais benefícios da telemedicina para pacientes e clínicas

Além de evitar o contágio de Covid-19 e ser mais confortável para os pacientes, a telemedicina pode trazer outros vários benefícios para a saúde pública. 

Nesse sentido, a Associação Paulista de Medicina divulgou uma pesquisa onde 90% dos médicos entendem que as tecnologias digitais podem reduzir as filas de espera nas unidades de saúde. Ainda nessa pesquisa, 57% dos médicos se disseram a favor de consultas à distância.

A aprovação da classe médica à telemedicina se deve aos diversos benefícios que esse serviço oferece. Um deles é a agilidade para obter os laudos e resultados dos exames. Então, em casos onde o paciente demonstra ter problemas mais importantes, ter os resultados de forma imediata pode evitar o desenvolvimento de doenças.

Portanto, com os laudos sendo emitidos em menos tempo, as clínicas podem oferecer mais horários e quantidades de serviços, alcançando mais pacientes com os mesmos recursos técnicos.

No mais, confira alguns dos benefícios da telemedicina, tanto para os usuários dos serviços de saúde, como para as empresas do setor:

  • Mais agilidade na emissão de laudos;
  • Conforto e praticidade para pacientes na execução dos exames;
  • Redução de custos com equipamentos e profissionais;
  • Possibilidade de atender mais clientes.
  • Disponibilizar mais variedades de exames.

Principais especialidades da telemedicina

Como foi mencionado nos itens acima, a telemedicina já tinha espaço no mercado antes da pandemia, mas foi o isolamento social que aumentou o uso. Desse modo, algumas funções acabaram tendo mais destaque.

Para além das especialidades médicas, como a cardiologia e a neurologia, a medicina à distância se especializou em dois serviços. O primeiro deles é a consulta médica remota. Então, através de videochamada o paciente pode consultar médicos de diversas especialidades.

Inclusive, mesmo com a retomada das atividades presenciais, a tendência é que algumas especialidades, como a psicologia, mantenha o atendimento remoto, a fim de alcançar atendimento para o público em áreas mais remotas.

No entanto, a especialidade mais comum da telemedicina é a de realizar exames e laudos à distância. Além do conforto e segurança para o paciente, o exame remoto também permite à clínica reduzir custos de operação, como citamos acima. No tópico a seguir iremos abordar melhor sobre o tema.

Exames remotos

Antes mesmo da pandemia, a telemedicina já vinha se popularizando entre as clínicas de exames e avaliações médicas. 

Dentre os exames mais comuns na telemedicina, os procedimentos cardiovasculares e neurológicos dominam os exames à distância. Isso porque esses tipos de exame precisam do paciente em repouso, o que facilita a realização durante o sono. 

Estes exames também têm um volume de demanda alta. Mesmo com baixa complexidade, o ECG e a Polissonografia podem detectar alterações importantes na saúde, antecipando o tratamento de doenças. Além disso, alguns desses exames são exigidos nos testes admissionais para contratar novos funcionários.

Ademais, laudos sobre resistência física e doenças do sono também costumam ser emitidos à distância. Veja na lista a seguir alguns dos exames mais comuns na telemedicina:

  • Eletrocardiograma;
  • Eletroencefalograma;
  • Holter;
  • Mapa;
  • Polissonografia;
  • Teste ergométrico;
  • Acuidade Visual;
  • Espirometria

Telecárdio conta com os melhores profissionais e equipamentos modernos para atender todas as necessidades de clínicas, consultórios e hospitais nos exames e laudos na telemedicina. Especialista em medicina à distância, a Telecárdio oferece equipamentos em comodato e emissão de laudos. Entre em contato agora mesmo e solicite nossos serviços.