Holter, a evolução tecnológica e redução de custo com a telemedicina

Holter telemedicina

O avanço da tecnologia já trouxe diversas melhorias na qualidade de vida de milhões de pessoas. Em algumas áreas, como na medicina, estes avanços significam o tratamento de doenças ou até mesmo ações preventivas. Através do Holter, por exemplo, pode-se ter acesso a informações detalhadas dos batimentos cardíacos de forma bastante simples. 

Em paralelo ao Holter surgem novas formas de atendimento médico e realização de exames. A telemedicina chega principalmente para ofertar atendimentos mais acessíveis e com um custo bastante reduzido.

Portanto, é neste cenário que está se tentando entender como o Holter, acompanhado dos novos modelos de telemedicina, pode ajudar no acesso a tratamentos de qualidade e com baixo custo. Confira agora tudo sobre o assunto.

O que é Holter ?

Criado em 1949, o Holter é um equipamento que faz a medição dos batimentos cardíacos e com isso consegue identificar possíveis alterações no órgão. O aparelho conhecido também como ECG, é adequado para avaliações mais prolongadas, com até 72h de exames.

Atualmente o Holter é uma das ferramentas mais presentes também na telemedicina, pois permite que os resultados sejam repassados via internet para a clínica em tempo real. Sendo assim, o médico responsável pode acompanhar o exame de forma mais segura.

O equipamento conta com um conjunto de eletrodos que ficam conectados ao peito, além de um registrador colocado na cintura do paciente.

Apesar de ser semelhante ao eletrocardiograma, o exame Holter é complementar, justamente por avaliar o paciente em uma janela de tempo maior e com mais detalhes.

Para que serve o exame?

Doenças cardiovasculares são algumas das que mais causam mortes e debilitações em seus pacientes. A situação chega em tal estágio muito por causa da falta de acompanhamento médico e diagnóstico precoce.

No entanto, está cada vez mais fácil fazer exames cardíacos que apontam todas as condições do coração. O exame de Holter é o melhor exemplo disso.

Contudo, o equipamento funciona como um eletrocardiograma que grava os batimentos do coração durante o dia. A partir disso o aparelho registra todas as alterações e permite que se faça investigações mais profundas de doenças cardiológicas.

O exame Holter identifica quais doenças?

Os exames preventivos para o coração são fundamentais para retardar e evitar problemas de saúde. Portanto, o Holter é ferramenta importante para realizar os exames, principalmente na telemedicina.

Assim, o equipamento tem como principal característica registrar o ritmo das batidas cardíacas, o que permite rastrear problemas como arritmia, taquicardia, entre outras.

Ademais, o exame Holter ainda pode ser utilizado para acompanhar o funcionamento de marcapasso implantado no coração, por exemplo. Ao longo do tempo o aparelho vai incorporando novas funcionalidades e tornando a telemedicina mais acessível.

Veja algumas das doenças que o exame Holter identifica na lista abaixo:

  • Fibrilação atrial; 
  • Taquicardia paroxística supraventricular;
  • Taquicardia multifocal;
  • Bradicardia;
  • Isquemia cardíaca;
  • Arritmia cardíaca;
  • Avaliar funcionamento do marcapasso ventricular;
  • Entre outras doenças.

Holter 24 horas? Como funciona

Uma das principais características do Holter é fazer o acompanhamento mais detalhado, conforme já mencionado ao longo do texto. 

Desse modo, é comum usar o Holter 24 horas para  as avaliações. O paciente fica exatas 24 horas consecutivas com os eletrodos grudados no peito, fazendo a medição dos batimentos.

Em modelos de Holter mais recentes, que têm transmissão através de USB ou Wi-Fi, o médico faz o acompanhamento em tempo real na maior parte do exame. É possível ao final destas 24 horas, então ter o diagnóstico do exame sem sair de casa.

Além do Holter 24 horas, em casos onde é necessário avaliar um histórico ainda maior do coração, é possível fazer o exame por 48 ou 72 horas.

É preciso tomar alguns cuidados básicos principalmente na higiene antes de iniciar o exame de Holter. Lembrando que nem os eletrodos, nem o receptor de informações podem ser molhados. Então veja o que fazer antes do exame:

  • Não ingerir café, refrigerante, bebida alcoólica e chá verde imediatamente antes do exame;
  • Evite a aplicação de pomadas na região do peito;
  • Depile a região do tórax;
  • Não deixe de tomar os medicamentos de uso contínuo durante o horário do exame.

Telemedicina é mais acessível?

Todas estas qualidades e características que foram apontadas em relação Holter são os principais avanços na oferta da telemedicina. Atualmente é possível realizar exames de média complexidade sem sair de casa e em tempo real.

Entretanto, há ainda muito receio em relação aos benefícios da telemedicina. Porém, é possível afirmar que esse modelo de atendimento só traz benefícios aos pacientes.

Sem a necessidade de deslocamento até o consultório se torna mais fácil manter os cuidados com a saúde, principalmente para aqueles que estão mais debilitados. O mesmo vale para pessoas que moram em regiões isoladas e de difícil acesso às clínicas médicas.

Ademais, por ter os custos de infraestrutura reduzidos, as clínicas também podem repassar valores mais acessíveis para seus conveniados. Estas são algumas das principais qualidades da telemedicina e que estão mudando a vida das pessoas:

  • Conveniência;
  • Economia de custos
  • Acessibilidade em locais remotos;
  • Acompanhamento em tempo real do estado clínico;
  • Emissão de laudos em menor tempo.