A evolução do eletrocardiograma ECG, agora com telemedicina

A saúde é uma das áreas mais beneficiadas com o avanço da tecnologia nos últimos anos. A medicina diagnóstica relacionada aos exames cardiológicos conquistou uma evolução tão grande que tornou-se possível fazer um diagnóstico antes mesmo que as doenças se manifestem clinicamente, aumentando as chances de tratamento.

A cardiologia é a especialidade médica responsável pelo sistema circulatório e coração dos pacientes. Com o diagnóstico precoce pode-se iniciar um tratamento rápido, com maiores chances de êxito, como ocorre no caso de Insuficiência Cardíaca Crônica, quando identificada pelo eletrocardiograma.

Em 2020, estima-se que mais de 400 mil óbitos foram ocasionados por doenças cardíacas, segundo a Sociedade Brasileira Cardíaca. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta as doenças cardiovasculares como a principal causa de morte no mundo em 2019. Em seu levantamento mais recente, que apresenta dados do ano passado, a entidade informa que, naquele ano, o total de óbitos envolvendo essas enfermidades chegou a 17,7 milhões. O número representa 31% das mortes registradas em âmbito global.

O que é um eletrocardiograma?

O eletrocardiograma é o exame cardiológico mais acessível da medicina e pode estar disponível em vários contextos: hospitais, unidades básicas de saúde, clínicas de tratamento ambulatorial particulares, entre outros. Isso porque é um aparelho simples e compacto.

Um pequeno monitor capta as informações enviadas pelos sensores posicionados na pele do paciente e fornece informações sobre a atividade elétrica no músculo cardíaco e nos eixos de condução, como o nodo sinusal e o atrioventricular. 

Assim, várias alterações podem ser percebidas, entre elas: 

  • arritmias; 
  • infartos agudos e remodelados do miocárdio; 
  • hipertrofia dos átrios e ventrículos; 
  • bloqueios de ramo etc. 

A partir disso, uma série de diagnósticos podem ser feitos para orientar o tratamento. Por essa razão, o eletrocardiograma é utilizado como rotina para o acompanhamento da função cardíaca de várias doenças, como diabetes mellitus do tipo 2, hipertensão arterial sistêmica crônica (HAS), dislipidemias, doença de Chagas e miocardites. 

Além disso, eles servem para evitar danos cardíacos por medicações cardiotóxicas. Por exemplo, no tratamento da leishmaniose visceral, em que o principal medicamento é o glucantime. Todavia ele pode agredir a musculatura do coração, sendo contraindicado para quem tem o eletro alterado. Devido à sua importância, todo médico deve saber interpretá-lo.

Como a telemedicina tem revolucionado os exames cardiológicos? 

Como alguns desses exames somente podem ser interpretados por um cardiologista especializado em imagem cardiológica, o acesso a esses profissionais pode ser muito restrito. Porém, a telemedicina tem resolvido esse problema. Afinal, o procedimento poderá ser realizado em um local e interpretado em outro espaço.

Desse modo, o laudo poderá ser feito por um médico especializado e capacitado em análise de exames cardiológicos, com ampla experiência. Assim, uma empresa focada em laudos têm uma maior capacidade de absorver esses profissionais. Atualmente, a evolução do eletrocardiograma, iniciou-se com a empresa pioneira, Telecardio em 1993, juntando a telemedicina com eletrocardiograma

Ao optar por um laudo realizado por telemedicina é possível conseguir laudos de excelência com um custo reduzido. Você paga por laudo e não precisa ter os gastos extras, além da garantia de agilidade, visto que há um prazo de 24 horas para que os resultados sejam liberados.

Portanto, os avanços da tecnologia para a telemedicina resultam na entrega de laudos de maneira mais ágil e feitos por profissionais qualificados. E ainda tem mais, como tudo pode ser feito à distância, essa qualidade chega a todos os cantos do Brasil.

Com esses avanços nos exames cardiológicos, o médico e o corpo clínico podem aprimorar a sua experiência constantemente, melhorando a satisfação do paciente. Além disso, os pacientes têm mais acessibilidade aos exames ao mesmo tempo em que contam com um atendimento melhor e resultados mais precisos. A telemedicina veio realmente para revolucionar a área de saúde de maneira positiva!